ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Série Avante: as melhores memórias de Mariana Haas Tomazeli têm o cavalo como mote

20 DE OUTUBRO DE 2020 - ATUALIZADA EM 12 DE NOVEMBRO DE 2020 | Redator: Pedro Henrique Krüger/ABCCC

O Setor de Comunicação da ABCCC apresenta a segunda temporada de Avante, uma série especial que mostra a história e os objetivos dos campeões das diferentes categorias do Rédeas de Ouro 2019, com foco na preparação para a nova edição que se avizinha em Esteio/RS*, de 7 a 12 de dezembro de 2020.


♞♘♞


A palavra nostalgia, do grego nóstos, é formada por saudade mesclada à dor ou ao sofrimento. Nem sempre é assim, todavia. Alguns gatilhos são suficientes para despertar o melhor de nós e, a partir desse ponto inicial, construir uma trajetória mais fortalecida em direção ao futuro. É dessa forma que podemos interpretar o histórico recente vivenciado pela campeã da categoria Principiante Amador no Rédeas de Ouro 2019.

Natural de Porto Alegre/RS, mas com a vida toda erguida em Gramado/RS, Mariana Haas Tomazeli cresceu rodeada de Cavalos Crioulos na Fazenda Andarengo do avô Sergio Haas, cuja propriedade é dividida, atualmente, com os seus pais Flavio Tomazeli e Karin Tomazeli. No ano passado, quando havia regressado à capital gaúcha para estudar, encontrou na raça Crioula um atalho para rememorar os seus melhores momentos.

“O cavalo, no geral, me proporcionou a maior parte das alegrias que eu tive na vida até hoje! As melhores memórias da minha infância são com os cavalos, minha família sempre esteve em volta do cavalo e do campo, e conheci meu namorado através desse mundo também”, revelou. Ao olhar para trás e encontrar um passado iluminado por bons motivos, o amanhã é desenhado com mais refinamento.

O Rédeas de Ouro foi esse exemplo na prática. “Especificamente a modalidade de rédeas me introduziu nesse mundo de treinos e competições e, junto com isso, me ensinou que eu posso e consigo superar os meus limites. É incrível como treinar para uma competição te desafia a superá-los. Todos os dias eu aprendo alguma coisa nova, me desafio e cresço”, relatou Mariana, que atingiu os objetivos ao ser campeã da categoria Principiante Amador montando Turmalina do Trinta e Oito.

O futuro
Após dez meses de preparação para o Rédeas de Ouro 2019, uma modalidade até então inédita para a campeã, novas portas e possibilidades surgiram no horizonte. A tordilha Hermana do Parque, de criação da Cabanha do Parque (Canela/RS), foi adquirida visando o Rédeas de Ouro 2020. Porém, devido à versatilidade da raça Crioula, um novo caminho foi pavimentado. “Meu namorado Bruno dos Santos começou a treiná-la para rédeas, mas acabamos percebendo, depois de meses de treinamento, que ela é muito habilidosa para as provas do Freio”, enalteceu.

Com novas perspectivas, Mariana vai correr o Freio do Proprietário em 2020, em novembro, com Hermana do Parque. Com um aceno de até logo, porém, a cavaleira promete regressar ao rédeas no futuro. “Pretendo seguir levando essa rotina de treino e provas, tanto no Freio do Proprietário quanto no Rédeas de Ouro, sendo tão versátil nas modalidades quanto os nossos Cavalos Crioulos”, projetou.

AVANTE, MARIANA!


Com Movimiento a La Rienda, Rédeas de Ouro 2020 acontece de 7 a 12 de dezembro
A maior prova de rédeas de uma só raça no Brasil vai acontecer em Esteio/RS*, e com novidades: a premiação do Snaffle Bit será igualada à do Potro do Futuro e está confirmada a 2ª edição da Mapuche Reining Cup - clique e inscreva-se!

 

*Por conta da pandemia de Covid-19, o local da final foi alterado para o Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. As datas foram mantidas.