Logo -
sombra

Freio do Proprietário 2022 conhece seus novos campeões

24 DE SETEMBRO DE 2022 - ATUALIZADA EM 24 DE SETEMBRO DE 2022 | Redator: Redação ABCCC

Alguns são médicos, outros são engenheiros, advogados, dentistas, agrônomos, empresários, que, além de suas profissões, nutrem em si o amor pelo Cavalo Crioulo e pela família. Foi com uma grande festa que a Final do Freio do Proprietário 2022 trouxe para a maior pista da raça aqueles que acompanham das arquibancadas as mais diversas modalidades no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Com o intuito de confraternização entre amigos e familiares, os quatro dias de provas, entre os dias 21 e 24 de setembro,  abriram as disputas entre as categorias Amador A, Master A, Amador B, Master B e Feminino, além de toda uma estrutura montada para recepcionar e divertir quem acompanha a trajetória de cada um destes ginetes. Com transmissão ao vivo pelos canais oficiais da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos, a final garantiu momentos de emoção e comemoração entre os 139 competidores que fecharam com chave de ouro o ciclo da modalidade. 

 

Amador A

Sempre disputando a ponta da competição desde o começo, o primeiro lugar fica com André Favero, com Data Venia Faceira, na categoria Amador A, atingindo 11,353 de média final. Neste ano, André conseguiu o feito que escapou por pouco em 2021: Freio de Ouro do Proprietário. Vencedor do prêmio de Prata em 2021, André conduziu a colorada, filha de Senhor de Santa Thereza e Firmeza 1325 do Destaque, criação de Marcelo da Costa Gambogi, exposto pelo próprio ginete, Cabanha Santa Lívia, Garibaldi/RS. O título veio na corrida com o boi, quando fez a melhor nota dentre todos os concorrentes. 

 

Os Freios de Prata e Bronze vieram de fora do Rio Grande do Sul. Diretamente de São Paulo, Vinicius de Sousa Correa, com RZ Flor de Outoño da Carapuça-TE, e de Santa Catarina, Diego Vechi, ficam com as posições, respectivamente. Já o Freio de Alpaca do Proprietário 2022 tem um sobrenome conhecido nas Pistas do Freio de Ouro. Santiago Fonseca Macedo leva para a cidade do Rio Grande o quarto lugar da disputa. 

 

>>> Confira o resultado final da categoria Amador A

 

Master A

Na segunda categoria mais alta da competição a história de vitória se repete. Com uma campanha que contou com notas altas, o competidor, que já é conhecido entre a família crioulista, retornou ao mais alto lugar no pódio conquistando o bicampeonato consecutivo em sua categoria. Com um histórico de vitórias em outras modalidades como o La Rienda, Ranch Sorting, Campereada e Crioulaço, Hendrik Barcelos Platte levou para casa o segundo troféu de Ouro de sua carreira na final do Freio do Proprietário. Completando a dobradinha, quem o acompanhou no pódio também foi o mesmo cavalo que lhe trouxe a vitória no ciclo passado. Filho de Ganadero da Harmonia e Eclusa do Itapororó, Vendaval da Lua Branca e seu ginete conquistaram 10,500 pontos finais. 

 

Vibrando e comemorando com seus amigos e familiares, o ginete, que também é presidente do Núcleo de Viamão de Criadores de Cavalos Crioulos (NVCCC), contou como ficou o coração após mais uma vitória. “É difícil encontrar palavras nesse momento que possam expressar toda a minha alegria. A adrenalina da corrida final é tão grande que deixa a gente sem palavras, o coração acelera. Acho que a emoção de ganhar uma prova dessa é a segunda maior emoção, após ser pai. O coração se enche de alegria ainda mais quando é um animal que eu mesmo criei, domei e treinei para chegar até aqui”, confessou o ginete. 

 

Completando os outros três lugares do pódio, Paulo Roberto dos Santos Mota, montando Nazarena do Perau da Águia, levou a Prata com 9,853 pontos. O Bronze ficou com Fernando Gonzales e RD Pérola Negra, com 9,810 pontos e o Alpaca foi garantido por Nelso Cibulski, que conduziu Data Venia Fazendeiro e alcançou 09,593 de pontos finais. 

 

>>> Confira o resultado final da categoria Master A

 

Amador B

Na categoria que premia aqueles que iniciam sua carreira no Freio do Proprietário, aquele que conquistou o primeiro lugar já conhecia muito bem a pista do Cavalo Crioulo de Esteio. Com uma carreira oriunda do Freio Jovem, Rafael da Silva Zanetti provou que a vitória é construída desde cedo, já que aprendeu a gostar de cavalos e a montar graças ao esforço e empenho do pai. Com 11,681 pontos de média final, o ginete alcançou a ponta do ranking, montando a égua rosilha Raposa do Liscano. “A sensação de vencer é indescritível. A única coisa que consigo dizer é muito obrigado. Muito obrigado a todos que torceram por mim e em especial o meu pai, que me apoia e me incentiva a andar a cavalo desde pequeno”, contou o ginete. Raposa do Liscano é filha de Feriado de Santa Edwiges e Herdeira do Liscano, criada por Pietro e Giuliano Pereira Zanetti, exposta nesta final pelo próprio ginete. 

 

A sequência do pódio foi conquistada por Roberto Dimas Ribeiro do Amaral, montando Original do Ouriço, com 10,692 de média; Arthur Felipe Capeletti, montando Dom Alberto Rebelde, com 10,456 pontos; e Paulo Roberto Camacho Custódio, montando Jogatina DOC Áurea, com 10,045 de média. 

 

Quem também destacou o alto nível competitivo da categoria foi o jurado Gustavo Arhanitsch, que salientou a quantidade de ginetes inscritos. “Este ano tivemos o maior número de inscritos na categoria, e isso só demonstra a vontade e alegria que estes proprietários tem em montar seus cavalos e se apresentarem na pista de Esteio. Parabenizo a todos que vieram participar e em especial aqueles que vieram de longe e que demonstraram uma prova de nível elevado, além de toda a atmosfera familiar”, concluiu o jurado. 

 

>>> Confira o resultado final da categoria Amador B

 

Master B

Reviravoltas marcaram o sábado da fase final na categoria Master B. Chegando na etapa de Mangueira II sustentando a primeira colocação parcial, lugar que conhece muito bem desde que iniciou o seu caminho no Freio do Proprietário, Sandro Rogério Facco foi superado antes de iniciar a etapa de Bayard-Sarmento, quando ficou na segunda colocação e o bicampeonato consecutivo parecia estar mais longe. Mas depois de placas pretas na última etapa da disputa, com Data Venia Chamarra, o ginete terminou com 14,150 pontos e levou o Freio de Ouro do Proprietário, além do Freio de Alpaca com Marechal 3850 da Tradição.

 

Além de médico, Facco já é também doutor na modalidade: Bronze e Alpaca em 2017, Ouro e Prata em 2018, Ouro e Bronze em 2019, Prata em 2020, Ouro e Prata em 2021 e o Ouro na primeira Supercopa do Proprietário, e com a conquista desse ano se torna tetracampeão do Freio do Proprietário. Data Venia Chamarra, é criada por Marcelo da Costa Gambogi e exposta pelo próprio Sandro, da Cabanha Certeza, de Porto Alegre/RS.

 

Com placas pretas e uma nota cheia no seu segundo aparte, José Altamir de Oliveira Carvalho chegou perto do lugar mais alto, mas acabou levando para casa o Freio de Prata do Proprietário 2022. Darlan Corrêa Bento completa o pódio da categoria com o Freio de Bronze.

 

>>> Confira o resultado final da categoria Master B

 

Feminina

Nos lugares mais altos do pódio duas histórias que se parecem. No lugar mais alto Valentina Filgueiras Converso Jardim, com Altar do Kavaju Porã, alcançou a nota de 11,686 e garantiu o seu inédito Freio de Ouro do Proprietário. Mas estar na principal pista do Cavalo Crioulo não é novidade para a ginete. Freio Jovem Prata Júnior em 2020, ainda esse ano conduziu exemplares nas andaduras da Morfologia Expointer. Ainda na saída, após a volta dos campeões, emocionada, a ainda jovem ginete revela a quem dedica essa vitória. “Muito emocionante, a gente se dedica muito. Eu tenho um mestre, um psicólogo, um treinador que é o Zeca Macedo, é totalmente pra ele, e deu tudo certo”, declarou ela. 

 

Montando o tostado que foi domado pela própria Valentina, é filho de Capanegra Jacarta e Noiva do Kavaju Porã, criação de José Francisco Pereira de Moura, exposto por Ana Lúcia Ferreira Jardim de Converso, Estância Caneleira, Uruguaiana/RS.

 

O pódio ainda é formado por mais ginetes que trilharam caminho nas provas jovens da raça Crioula. Ana Clara Elias Acorsi, que levou o Freio de Alpaca do Proprietário, já foi Freio Jovem de Bronze em 2019, na categoria Júnior. Já Sinthia Schuster encerrou a sua trajetória nas provas jovens em 2021, quando conquistou Freio de Ouro e Alpaca, e neste ano é Freio de Prata do Proprietário. O pódio ainda é formado por Fabiane da Silva Lazzarotto, com o Freio de Bronze do proprietário, de uma família onde todos são envolvidos na modalidade. 

 

>>> Confira o resultado final da Feminina

 

Estrangeiros

Rompendo as barreiras nacionais, o Freio do Proprietário recebeu a participação especial de ginetes estrangeiros, que entraram em pista nos moldes das categorias B e conquistaram placas altas dos jurados. O primeiro estrangeiro, que conquistou a maior média entre os três, foi o representante da Associazione Nazionale Allevatori Cavallo Criollo (ANACC), o italiano Enrico Pavese. Montando Santa Alice Rima o ginete somou um total de 12,578 pontos. Representando a Association Française des Eleveurs de Chevaux Criollos (AFECC), a francesa Aurore Descombes guiou a tostada Capanegra última Danza, alcançando 08,631 pontos. E a representante da Asociación de Criadores de Caballos Criollos del Paraguay (ACCCP), Carlota Quevedo que, montando RZ Dançarino da Carapuça, finalizou sua participação com 08,449 pontos. Além da experiência de participarem de uma prova no Brasil e no maior palco da raça, Enrico e Aurore já foram os vencedores do Freno de Oro Europa 2019.

 

>>> Confira o resultado final dos ginetes estrangeiros

 

Jurados

Definidos pelo Conselho Deliberativo Técnico (CDT) da Associação, os jurados responsáveis pela julgamento foram: Fernando Harger, Gustavo Arhanitsch e Pedro da Silva Farias na categoria Amador A; Ivens Ortigari, Rafael Fagundes Sant’anna e Telmo de Oliveira Peixoto na categoria Master A; Luciano Comiotto, Luis Rodolfo Machado e Luiz Antero Peixoto na categoria Amador B; Amanda Azambuja, João Francisco Silveira e Rodolpho Demoliner na categoria Master B e Feminino.  

Transmissão ao vivo

Você reassistir a disputa final do Freio do Proprietário através da transmissão no Youtube do Cavalo Crioulo Oficial. A apresentação é de Estela Facchin e os comentários de Alexandre Suñe. Além disso. Toda a cobertura e bastidores estão disponíveis no instagram oficial do Cavalo Crioulo. 

Para acompanhar as provas do Cavalo Crioulo, acesse:

facebook.com/cavalocrioulooficial

instagram.com/cavalocrioulooficial

www.cavalocrioulo.org.br

 

A Final do Freio do Proprietário 2022 contou com o apoio de Aplicativo V8 Horse, Mopo, Oviedo, Macedo Leilões Rurais, Parceria Leilões, Selaria Ulguim e Vitivinícola Jolimont, e com os parceiros Estância Liberdade, Cabanha Santa Fé, Estância Vendramin, Estância Tamanca, Estância Aurora, Estância Quaraci e Estância Tamareira.

 

CONFIRA OS RESULTADOS

 

AMADOR A

1º LUGAR

ANDRÉ FAVERO MONTANDO DATA VENIA FACEIRA 

NOTA: 11,353

 

2º LUGAR

VINICIUS DE SOUSA CORREA MONTANDO RZ FLOR DE OUTOÑO II DA CARAPUÇA-TE 

NOTA: 11,086

 

3º LUGAR