Logo -
sombra

Disputas dão continuidade à Final do Freio do Proprietário 2021

04 DE FEVEREIRO DE 2022 - ATUALIZADA EM 09 DE FEVEREIRO DE 2022 | Redator: Redação ABCCC

Após uma pausa inesperada na programação, a Final do Freio do Proprietário 2021 retornou, nesta sexta-feira (04), para a maior pista do Cavalo Crioulo e resgatou a oportunidade para que criadores, expositores, ginetes e entusiastas da modalidade pudessem sentir na pele todas as emoções na busca pelo Freio. A forte chuva e vento que atingiram o Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS, durante a primeira etapa de provas da categoria Amador B, em 25 de novembro do ano passado, acabaram alterando a quantidade total de concorrentes que puderam se adaptar e voltar à nova data. Desde as 7 horas desta sexta, porém, 94 conjuntos divididos entre Amador A, Master A, Amador B, Master B e Feminino concluíram as etapas de Andadura, Figura, Volta Sobre Patas e Esbarradas. Na parte da tarde, os conjuntos concluíram a fase de Mangueira I.

>>> Confira a planilha parcial da categoria Amador A

>>> Confira a planilha parcial da categoria Master A

>>> Confira a planilha parcial das categorias Amador B e Master B

>>> Confira a planilha parcial da categoria Feminina 

Amador A

O ginete que se manteve na liderança, na categoria Amador A, foi João Victor Casagrande, que já foi Freio de Ouro e Alpaca Jovem 2020, na categoria Juvenil, além de Freio de Bronze Jovem em 2021, na categoria Júnior. Natural de Pato Branco/PR, disputa a categoria Amador A montando Odilo Namorada - mesma fêmea com quem levou o prêmio máximo no Freio Jovem 2020. A tostada rabicana é filha de Faceiro da Charqueada e Odilo Simpatia, criada por Gilberto Gonçalves e exposta por Régis e Vanderlei Casagrande, propriedade da Cabanha Alvorada de Pato Branco. Após a prova de Mangueira I, o conjunto alcançou a média de 11,975. 

Master A

Após realizada a prova de Mangueira I, o ginete e médico veterinário, Hendrik Barcelos Platte, assume a liderança da disputa. Montando Vendaval da Lua Branca, animal de sua própria doma, alcançou a média de 10,408 e assumiu a ponta depois de chegar ao segundo lugar na etapa de Andaduras, Figura, Volta Sobre Patas e Esbarradas. O ginete já subiu ao pódio do Freio do Proprietário em 2020, quando chegou na quarta colocação com o mesmo animal que disputa neste ciclo. 

Amador B