ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Competidores do Freio Jovem e Proprietário entrarão em pista no ciclo 2020

01 DE SETEMBRO DE 2020 - ATUALIZADA EM 01 DE SETEMBRO DE 2020 | Redator: Marina Bonati/ABCCC

Boa notícia aos jovens ginetes e proprietários competidores da raça. As subcomissões das modalidades dos Freios Jovens e Proprietários, juntamente com a equipe da ABCCC, viabilizaram uma forma de realizar uma seletiva única, ainda neste ciclo, para preencher as vagas remanescentes dos rankings. A data e o local, inclusive, já podem ser grifados na agenda: de 15 a 18 de outubro, no Parque de Exposições Assis Brasil, em Esteio/RS. Já as finais seguem marcadas no calendário da raça para entre 24 e 29 de novembro. Informações como jurados, programação e abertura das inscrições serão divulgadas ao longo da primeira semana de setembro nos canais oficiais da ABCCC.

A iniciativa surgiu, primeiramente, da necessidade levantada pelas subcomissões de preencher as vagas remanescentes dos rankings das modalidades, sem excluir os conjuntos que já estavam habilitados à final (estes permanecem com suas vagas garantidas). Nesse modelo adaptado, se em alguma categoria o número de inscrições for menor do que as vagas restantes, todos estarão automaticamente habilitados à final, não sendo necessária uma seletiva específica para ela e com a autorização para utilizar esses créditos das inscrições para abater sua inscrição na final.

 

 

Em função da pandemia, o gerente do setor de Provas, Gérson de Medeiros, explica que até o momento só estavam presentes na lista aqueles que correram entre setembro do ano passado e fevereiro deste ano. “Fizemos isso para não deixar ninguém de fora”, explicou Gerson, já que com o passar dos meses e o aumento de casos positivos de Covid-19 nos municípios, ficaria mais difícil a organização de credenciadoras por parte dos Núcleos.

 


Ao organizar pela ABCCC, que já possui um rígido protocolo sanitário e de distanciamento social, e que já provou sua devida eficiência, os competidores, assim, podem esperar competições em um modelo fidedigno, onde ninguém sairá prejudicado e com toda a segurança necessária. Esse cuidado com o próximo e a premissa da integração, neste caso, vai ao encontro da finalidade de ambas as modalidades. De acordo com o competidor e coordenador das subcomissões, Fernando Gonzales, os princípios do Freio do Proprietário e do Freio Jovem giram em torno de proporcionar momentos agradáveis em torno do cavalo, dos amigos e da família.

 

 

“A atividade em torno do cavalo faz parte desse processo de saúde mental também. Muitas pessoas usam esse processo de equitação como um anti estresse. E muitas pessoas vivem disso”, destacou Gonzalez. Assim, quem está no ranking segue com a sua vaga garantida e as vagas remanescentes serão preenchidas em uma prova única. “Uma alternativa de custo mais baixo, viabilidade social e que exerce a nossa função como comissão”, completa o coordenador.