ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

No Senado, Marcha de Resistência do Cavalo Crioulo pode se tornar manifestação da cultura nacional

07 DE AGOSTO DE 2019 - ATUALIZADA EM 07 DE AGOSTO DE 2019 | Redator: Pedro Henrique Krüger/ABCCC

Depois de ser aprovado pela Câmara dos Deputados no dia 8 de novembro de 2018, por meio da Comissão de Constituição e Justiça e de Cidadania (CCJC), o Projeto de Lei n. 408/2019 recebeu parecer favorável na última terça-feira (6) pela Comissão de Educação, Cultura e Esporte (CE), no Senado Federal. O texto ainda precisa ser aprovado pelos senadores em plenário.

Clique para acessar o PL 408/2019 (Senado Federal)

De autoria do Deputado Federal Afonso Hamm (PP/RS), o Projeto de Lei busca reconhecer a Marcha de Resistência do Cavalo Crioulo do Rio Grande do Sul como manifestação da cultura nacional e dá ao Poder Público a competência de assegurar a livre realização das atividades que compreendem a Marcha de Resistência.

Conforme a Agência Senado, o senador Lasier Martins (Podemos-RS) apresentou e defendeu o seu voto favorável na CE. “O Cavalo Crioulo é extremamente valorizado e respeitado no Rio Grande do Sul. A Expointer, que começa daqui a 15 dias em Esteio, é a maior feira de animais do Brasil e, nesse evento, uma das principais competições é o Freio de Ouro, com Cavalos Crioulos adestrados para o trabalho de campo”, argumentou.