ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Inscrições abertas para a Marcha Anual de Resistência em Aceguá

31 DE JANEIRO DE 2019 - ATUALIZADA EM 02 DE ABRIL DE 2019 | Redator: Marina Bonati/ABCCC

A Marcha Anual de Resistência começa no dia 4 de maio e vai até o dia 18. Mas já foi dada a largada para as inscrições (até o dia 4 de março) e preparativos. Na última terça-feira, 29, o Médico Veterinário e gerente do setor de Eventos da ABCCC, Ibsen Votto, e o coordenador da Subcomissão da modalidade, Thiago Santos, estiveram reunidos em Aceguá/RS para revisar o campo e tratar com a prefeitura do município os detalhes para o evento.


- Clique aqui para fazer a inscrição até o dia 4 de março


Depois de visitar a Estância Santa Leontina, de propriedade do sr. Carlos Mario Suñe, foi definido que os animais ficarão alojados no local. Já a etapa de concentração, que inicia no dia 4 de abril, ocorrerá na Cabanha Cevadura, de propriedade do sr. João Machado. Assim, a preparação começará na próxima semana, com o roçado do campo. De acordo com Votto, neste ano os animais irão correr em campo nativo com suplementação de alfafa.

O local de realização da prova apresenta um potreiro de 58 hectares e todo evento contará com o apoio da Prefeitura de Aceguá/RS, através de estruturação de máquinas, aterro, melhoria de estrada e demais necessidades da ABCCC, conforme foi em 2018.

“Nossa expectativa é de que seja ainda melhor que a Marcha do ano passado”, ressalta o coordenador da Marcha, que percebe um aumento de usuários do cavalo interessados na Marcha. Além disso, Aceguá/RS e é uma região culturalmente de Provas de Resistência, por serem fronteiriços do Uruguai, que acabou sendo muito movimentada pela prova no ano passado, chamando a atenção. “Antes era uma prova somente de seleção, mas hoje as propriedades são menores e o cavalo ganhou um caráter esportivo”, completou.


Mudanças no regulamento visam integridade do animal
A essência de uma prova que simula o trabalho nas antigas (e extensas) Estâncias permanece. Mas com o objetivo de preservar a integridade física dos animais, assim como a imagem e perpetuação da prova, foram feitas mudanças no regulamento (confira ele completo aqui), que estipulam punições em casos de mau uso do cavalo. Agora, além da desclassificação, haverá penalização de 2 a 5 anos, conforme avaliado pelas Subcomissões, para o ginete e/ou proprietário.

Art. 26 - As Subcomissões de Marcha e Veterinária poderão, a seu critério, desclassificar os ginetes e/ou proprietários que apresentarem atitudes desrespeitosas, desleais, de desacato ou antidesportivas, enquadrando-se tais atitudes no art. 10 do regulamento disciplinar de provas funcionais, morfológicas e demais eventos da raça crioula (suspensão de 2 a 5 anos).

Art. 27 - O participante que, a critério da subcomissão de marcha e/ou subcomissão
veterinária, por suas atitudes, caracterizar o mau uso do cavalo, realizando corridas
desnecessárias ou exigências notadamente superiores ao potencial do animal, estará automaticamente desclassificado, sendo enquadrado e punido de acordo com o art. 10 do regulamento disciplinar de provas funcionais, morfológicas e demais eventos da raça crioula (suspensão de 2 a 5 anos).

Parágrafo único - O proprietário do animal, de acordo com as circunstâncias e segundo a análise conjunta das subcomissões de marcha e veterinária, poderá incorrer no mesmo enquadramento acima mencionado, não estando a sua penalidade adstrita ao montante daquela.


Serviço
Data concentração: 4 de abril
Local concentração: Cabanha Cevadura - João Machado
Data da prova: 4 de maio a 18 de maio
Local da prova: Cabanha Cevadura - João Machado
Chefe Veterinária: Rafaela Jacques


Inscrições
Até dia 4 de março
Clique aqui para se inscrever
Valor sócio: 400,00
Valor não sócio: 800,00


Obs: podem participar machos inteiros, castrados e fêmeas.