ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Crioulo vence primeira etapa para Jogos Equestres Mundiais

13 DE NOVEMBRO DE 2017 - ATUALIZADA EM 13 DE NOVEMBRO DE 2017 | Redator: Marina Bonati/ABCCC

O pontapé inicial foi dado rumo aos Jogos Equestres Mundiais 2018 – Word Equestrian Games – por um Crioulo ícone no Rédeas: F5 Licurgo Tapajós. Com pontuação final de 74 e montado por Roberto Jou, o conjunto conquistou uma das três vagas disputadas por 14 competidores e classificou em Avaré/SP, na última sexta-feira, 11 de novembro para o mundial – seletiva que aconteceu junto ao Super Stakes - Copa Tripol Ranch. A segunda etapa (das três) está marcada para o mês de março, ao longo do Derby ANCR – Copa Cardinal Ranch, no dia 9.

 

A conquista ao lado do “Loiro” (como é conhecido na raça), aproxima a concretização do sonho de Jou: levar o Cavalo Crioulo aos holofotes do mundo. O cavaleiro já havia compartilhado o plano com a equipe de reportagem da ABCCC durante o Campeonato Nacional de Rédeas e Potro do Futuro da Associação Nacional do Cavalo de Rédeas (ANCR). E, pelo que se pode perceber, tem trabalhado duro para torná-lo realidade. “Foi uma importante caminhada rumo ao WEG e estamos atentos a 2ª e 3ª possível etapa que vêm por aí”, conta.

 

“Possível” porque a disputa utiliza apenas as duas melhores notas para a classificação, das três seletivas que acontecem. Ou seja, dependendo da somatória alcançada na próxima passagem do conjunto em pista, a matemática poderá garantir um passaporte direto para Carolina do Norte, nos Estados Unidos (onde será localizado o evento, entre os dias 11 e 23 de setembro), sem mesmo precisar disparar no placar da 3ª etapa com movimentos de alta performance.

 

E por falar em performance, F5 Licurgo Tapajós mantém muito bem a sua. Segundo o cavaleiro, o animal não apresenta nenhum tipo de problema, nem mesmo os comuns em animais acima de 7 anos, mantendo suas características típicas de um bom exemplar. “Tivemos notas grandes no quesito técnico e ele está 100% sadio. Isso me deixa muito contente, pois o Licurgo foi muito bem avaliado pelo juiz americano – único responsável por classificar”, completa Jou, que considera a conquista uma retribuição a “toda importância que a ABCCC tem dado ao Rédeas”. Agora, é foco total para garantir um bom desempenho em março e desfrutar do carinho da torcida para juntar forças no caminho ao mundial.

 

 

Gilvane Marca dos Santos, proprietária do animal que pertence a Cabanha Marca dos Santos, conta que “a busca pela realização desse projeto é incessante”. Toda mansidão, beleza e função do exemplar são cultivados com muito cuidado pela equipe de trabalho e tudo isso se reflete em pista. Um orgulho disseminado a todos envolvidos na modalidade, que a tem como uma grande paixão, assim como integrante da subcomissão voltada ao esporte, Antonio Correa.

 

“Mais uma vez o Cavalo Crioulo mostrou seu potencial. Foi uma disputa apertadíssima: 12 cavalos Quarto de Milha e apenas 2 Crioulos. Esse resultado nos confirma que temos chance de levar um time de muita quantidade e qualidade futuramente. Como representante da ABCCC, estou muito feliz com o desempenho da raça que também foi campeãa da II Copa Tripol Ranch - II Whiz N Tag Chex Classic, com a nota 222,5", diz.