ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Tradição é retomada em Final da Campereada-Team Penning

15 DE SETEMBRO DE 2019 - ATUALIZADA EM 16 DE SETEMBRO DE 2019 | Redator: Redação ABCCC

Demonstrando o trabalho diário do cavalo, a Campereada vem se consagrando entre as modalidades disputadas pela raça desde 1999. A habilidade de lidar com o gado e a sintonia entre os trios definem os menores tempos de aparte. Com a dificuldade imposta pelos bois, os ginetes são desafiados a executar a melhor condução, na menor fração de tempo possível. O cronômetro só para quando os conjuntos encontram o equilíbrio entre velocidade e aptidão vaqueira.  

 

Entre a linha de partida e o término da pista, a prova segue uma sequência que depende de três conjuntos, apartando três novilhos em até três minutos. A Final, realizada entre os dias 14 e 15 de setembro, representou o “espírito do campo”. Em mais de 9h de prova entre sábado e domingo, na última etapa, os 20 melhores trios realizaram duas passadas para formar o pódio do ciclo 2019. Com o menor tempo, o trio campeão, composto por Galeno Barros montando GBF Dondoca, Adelar Almeida montando GBF Delícia e Felipe Ribeiro Scherer montando Francesa da Santa Juvita, apartou 6 bois em 01:39,383, trazendo de volta a tradição do município de Júlio de Castilhos ao pódio da modalidade.  

 

Os gratificados também foram lembrados por suas representações em pista. O prêmio de melhor trio Família foi concedido a Euclides Lemos montando Xanga de Mostardas, Deived Camargo montando Gente Fina ASPS e Alexandre Lemos montando Brisa de Mostardas, que registrou o tempo de 01:49,821. Já a colocação de melhor trio Misto foi recebida por Valdomiro Torete Junior montando Oficial da Escondida, Aristeu Zorzo montando Las Callanas Lupino e Isabela Sconfienza Garcia montando Touro Passo Oisabel com o tempo de 04:19,098. Galeno Barros montando BFlorian Avalanche, Adelar Almeida montando BFlorian Brisa e Felipe Scherer montando Si No te Aviso da Muck Terra foram reconhecidos como o melhor trio Inédito com o tempo de 01:56,243.

  

Ao longo da temporada 2019, a modalidade contou com 733 animais inscritos em 12 provas. Para acompanhar o desempenho dos melhores do ciclo, Fernando Horst e Luis Gustavo Camargo foram os jurados responsáveis na Final da Campereada. “O tempo dos classificados foi muito bom, isso mostra a qualidade dos trios que disputaram a final. A tendência é que o nível das provas melhore, algo que já temos visto em pista”, explicam os avaliadores. Acompanhando as competições ao longo dos últimos meses, Telmo de Oliveira Peixoto, coordenador da Campereada, tem trabalhado com objetivo de aumentar a adesão da prova, atraindo novos competidores. “Tentamos trazer mais adeptos a modalidade a cada ano. Novos competidores têm sido encorajados a participar, é uma prova de família”, comenta o coordenador. 

 

Tradição que dá resultado

Júlio de Castilhos, cidade gaúcha com pouco mais que 20 mil habitantes, segue mostrando seu grande diferencial nos pódios da Campereada - a localidade é marcada por já ter vencido a disputa por cinco anos consecutivos (entre 2008 e 2012). É a terceira vez que o trio grande campeão representa o município, mas já são mais de dez anos de parceria. Segundo eles, a prova é como uma brincadeira: “se der certo, maravilha, se não der, seguimos juntos”, diz Galeno. Os campeões atribuem a vitória ao conhecimento da prova, às pessoas que os auxiliaram e prepararam os cavalos .

 

Felipe conta que as fêmeas melhores colocadas GBF Dondoca, GBF Delícia e Francesa da Santa Juvita são utilizadas não apenas no Team Penning, mas também em competições de Laço e na lida diária da propriedade. “O Cavalo Crioulo é rústico, com várias funções; não é só um cavalo de prova, é um cavalo completo”, acredita.

 

Confira o resultado (ainda não homologado pela ABCCC):

                   

1º lugar

Galeno Barros montando GBF Dondoca, Adelar Almeida montando GBF Delícia e Felipe Ribeiro Scherer montando Francesa da Santa Juvita

6 bois - 01:39’383

 

2º lugar

Antonio Sidnei Pereira montando Fina Estampa ASPS, David Camargo montando Forasteiro ASPS e David Lemos montando Formosa ASPS

6 bois - 01:44’822

 

3º lugar

Candido Dutra montando Poliango da Morada Nova, João Vitor Dutra montando Recoleta da Morada Nova e Ricardo Perez montando Rica Flor da Morada Nova

6 bois - 01:48’044

 

4º lugar

Euclides Lemos montando Xanga de Mostardas, Deived Camargo montando Gente Fina ASPS e Alexandre Lemos montando Brisa de Mostardas

6 bois - 01:49,821

 

5º lugar

Euclides Lemos montando Xorona de Mostardas, David Lemos montando Formosa ASPS e Guilherme Lemos montando Cabriuva de Mostardas

6 bois - 01:55,273

 

PARA CONFERIR A PLANILHA FINAL, CLIQUE AQUI.

 

Melhor Trio Família

Euclides Lemos montando Xanga de Mostardas, Deivid Camargo montando Gente Fina ASPS e Alexandre Lemos montando Brisa de Mostardas

6 bois - 01:49,821

 

Melhor Trio Misto

Valdomiro Torete Junior montando Oficial da Escondida, Aristeu Zorzo montando Las Callanas Lupino e Isabela Sconfienza Garcia montando Touro Passo Oisabel

6 bois - 04:19’098

 

Melhor Trio Inédito

Galeno Barros montando BFlorian Avalanche, Adelar Almeida montando BFlorian Brisa e Felipe Scherer montando Si No te Aviso da Muck Terra

6 bois - 01:56’243

 

Núcleo melhor pontuado na final 

Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do Litoral Norte, de Osório/RS

 

Selo de Raça

Campesina da Botonera