ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Torcidas vibrantes e postura exemplar dos jovens ginetes caracterizam provas de sábado

31 DE AGOSTO DE 2019 - ATUALIZADA EM 31 DE AGOSTO DE 2019 | Redator: Marina Bonati/ABCCC e Pedro Henrique Krüger/ABCCC

A última modalidade do Cavalo Crioulo durante a programação na Expointer, em Esteio/RS, carrega um misto de sentimentos: a esperança, o orgulho, a realização, o ganho e, como todos os obstáculos da vida, a perda. Tudo isso se traduz quando um jovem entra em pista a cavalo, vestindo colete e conduzindo a situação com a concentração de um grande ginete. No sábado, 31 de agosto, as categorias Juvenil e Júnior (masculino e feminino) também estrearam na pista com as etapas de Andadura, Figura, Volta sobre Patas, Esbarrada e Mangueira.

O dia foi finalizado com homenagens aos pais e demais familiares, além de um gesto de solidariedade. Em uma ação em parceria com o Instituto do Câncer Infantil (ICI), todo o valor arrecadado com a venda de ingressos solidários à pista de mangueira foi destinado ao ICI. A campanha também ressaltou o apoio ao diagnóstico precoce do câncer. Após as entradas do Leão “Coragem” em meio às provas - a mascote do Instituto -, foi a vez das homenagens: todos os ginetes foram convidados a entregar uma rosa aos seus grandes incentivadores, além de receberem uma medalha participativa por terem chegado a uma final nas pistas do Freio de Ouro.

Clique aqui e acesse as parciais

As provas
Na Juvenil feminina, a primeira posição foi ocupada pelo conjunto formado por Julia Ebersol Avila montando Armada do Areal, que obteve 11,667 de média parcial. Pouco depois, Júlio Weymar com Terror Rincão da Feitoria também saltou à liderança ao atingir 11,863 de média parcial, na categoria Juvenil masculina. Já na Júnior masculina, a média parcial de 10,552 foi suficiente para a primeira posição ocupada por Rafael Zanetti com Moça Bonita do Liscano. Por sua vez na Júnior feminina, o topo da classificação permanece com Allana Bento, que atingiu 10,738 de média parcial com Firmeza 1903.

Nas categorias Infantil e Juvenil, líderes permanecem
Os ginetes que ponteavam a tabela de classificação ao fim da noite de sexta-feira conseguiram repetir os bons desempenhos na prova de Mangueira. Na categoria Infantil feminino A, Catiele Botelo manteve-se com João Barulho do Dom Germano, com 7,663 de média parcial. Mesma situação vivida por Marcely Paiva com Quinchador da Badana, na categoria Infantil feminino B, com 10,385 de média parcial.

No masculino, na categoria Infantil A, Pedro Rosa ocupa a primeira posição com RZ Don Quixote da Carapuça com 11,060 de média parcial. Na Infantil B, Gabriel Macedo também segurou o primeiro lugar com 12,665, obtido com EP Timbaúva.

No domingo, 1º de setembro, as etapas finais iniciam às 8h da manhã com transmissão ao vivo pelo site e redes sociais da Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos (ABCCC), encerrando as atividades do Cavalo Crioulo na 42ª Expointer.

O Freio Jovem conta com o patrocínio da Correaria Dima