ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Você conhece o jogo do pato?

04 DE DEZEMBRO DE 2018 - ATUALIZADA EM 06 DE DEZEMBRO DE 2018 | Redator: Guilherme Alonso/ABCCC

Uma mistura de Polo, Hóquei e Basquete. O cal delimita o campo. De cada lado uma cesta, com 2,7 metros de altura. Cavalos e ginetes com galope rápido precisam conduzir a bola com a mão direita, realizando passes e rompendo a defesa adversária, para então, arremessar e pontuar. Já a defesa, pode utilizar ambas as mãos para capturar a bola, porém apenas no sentido paralelo ao ginete adversário. Criado há quase 400 anos, o Pato é o esporte nacional da Argentina que vem conquistando o solo gaúcho.


O jogo consiste em duas equipes, formadas por quatro ginetes cada – dois reservas-, que buscam interceptar o Pato (uma bola com alças de couro) e pontuar a maior quantidade de vezes dentro do tempo limite. Cada partida pode ter uma duração de 8 minutos por tempo mais prorrogação, sendo entre 4 e 6 tempos, com intervalos de 4 minutos conforme a competição. No Rio Grande do Sul, a duração da partida sofre adaptações, normalmente sendo disputado em dois tempos de 5 minutos com intervalo. Em casos de empate, se tem um tempo adicional com disputa por “gol de ouro”, podendo o empate persistir até os pênaltis.

A história do esporte
O esporte argentino tem relatos que datam do ano de 1600. Em sua origem  a bola consistia em um pato vivo, colocado dentro de uma rede de couro, que seria disputado ao inicio da partida por duas equipes montadas. Cada jogador puxaria a rede de couro para si, aquele com mais força iria iniciar com a posse do pato, disparando até um ponto determinado, enquanto protegia o animal da equipe adversária que tentaria capturá-lo novamente.


No ano de 1822, o jogo de Pato foi proibido, através de um decreto do Governador de Buenos Aires, Martín Rodríguez, devido a utilização de um animal vivo e o perigo para os ginetes que sofriam acidentes. Em 1937, o jogo ressurgiu com uma série de regras e adequações, substituindo o pato por uma bola, medidas de segurança, vestimenta apropriada para a prática e a definição do objetivo do jogo com a utilização de cestas.


Na década de 70, o Pato chegou na França, onde foi readaptado para melhor condizer com os espaços e cavalos europeus. Lá passou a ser chamado de Horseball, sendo esta modalidade reconhecida pela Federação Equestre Internacional.

Disputa na Rainha da Fronteira
E a prova secular foi resgatada na pista de Bagé/RS, onde uma disputa do esporte foi realizada no dia 1 de dezembro, junto à programação da raça Crioula no município, promovida pelo Núcleo de Criadores de Cavalos Crioulos do município.

 

E essa não é a primeira vez que a disputa é realizada em território gaúcho e utilizando somente cavalos Crioulos. Em 2013, por exemplo, São Lourenço do Sul/RS foi quem sediou a iniciativa, na época, pioneira (clique aqui e relembre a matéria).