ABCCC - Associação Brasileira de Criadores de Cavalos Crioulos

Punhal vendido no leilão beneficente é um dos mais valiosos do mundo

03 DE DEZEMBRO DE 2018 - ATUALIZADA EM 03 DE DEZEMBRO DE 2018 | Redator: Nestor Tipa Júnior/AgroEffective

O leilão "Grandes Cavalos Salvando Pequenas Vidas" reservou ainda mais um recorde de valorização no último sábado, dia 24 de novembro. O punhal utilizado nas filmagens de "O Tempo e o Vento", comercializado pelo valor de R$ 105 mil (US$ 27 mil na cotação do dia), está entre as peças mais valorizadas do mundo na categoria. Ranking publicado no site Top 10 Mais mostra as mais valiosas facas do mundo e, pelos valores divulgados, o artefato produzido por Cassio Selaimen estaria na quarta posição.

Selaimen afirma que ficou muito feliz com essa valorização, especialmente por uma causa muito nobre e, principalmente, pela história deste punhal, que foi perdido e recuperado e acabou no destino original. "É muito legal e fico muito feliz que alcance este valor por uma peça rara e dentro de um leilão de animais, a peça atingir este valor, nos deixa muito grato", comenta.

Para o leiloeiro Fábio Crespo, responsável pela batida do martelo na venda do punhal, nada é por acaso. Enfatiza que a ação conjunta em benefício à Santa Casa proporcionou coisas diferentes. "A valorização do punhal do filme o Tempo e o Vento foi uma delas. Um momento especial em que uma peça que esteve desaparecida durante cinco anos, é recuperada e vai proporcionar a compra, por exemplo, de uma incubadora de primeira geração que pode salvar muitos prematuros. Isso é mágico, isso faz com que qualquer esforço tenha valido a pena. Isso faz crescer dentro de todos que ali estiveram ajudando um sentimento diferenciado. Sentimento de que podemos sempre fazer mais", destaca.

O valor foi revertido para a UTI Neonatal da Santa Casa de Porto Alegre (RS). A curiosidade é que o artefato, que após o término das gravações teria como destino a venda com renda revertida para a Santa Casa, ficou cinco anos desaparecido e recentemente foi recuperado pela polícia, que devolveu ao seu dono que doou a peça para a realização do leilão beneficente.

 

Leia também:

Leilão beneficente arrecada mais de R$ 1,3 milhão para Santa Casa